sábado, 30 de maio de 2009

Vc Viu, Né???


Briga na Casa Branca!!

By O Bobagento

Frases: Paciência


"Não é fácil ter paciência diante dos que têm excesso de paciência." Carlos Drummond de Andrade.

"Paciência e perseverança tem o efeito mágico de fazer as dificuldades desaparecerem e os obstáculos sumirem." John Quincy Adams.

"Aquele que tiver paciência terá o que deseja." Benjamim Franklin.

"O tempo e a paciência são dois eternos beligerantes." Leon Tolstói.

"Aprimorar a paciência requer alguém que nos faça mal e nos permita praticar a tolerância." Dalai Lama.

"A paciência é amarga....mas os seus frutos são doces!" Jean - Jacques Rosseau.

"A paciência faz contra as ofensas o mesmo que as roupas fazem contra o frio; pois, se vestires mais roupas conforme o inverno aumenta, tal frio não te poderá afectar. De modo semelhante, a paciência deve crescer em relação às grandes ofensas; tais injúrias não poderão afectar a tua mente." Leonardo DaVinci.

"Suporta-se com paciência a cólica dos outros." Machado de Assis.

"A paciência é a fortaleza do débil e a impaciência, a debilidade do forte." Immanuel Kant.

"O que vale a pena possuir, vale a pena esperar." Marcelo Pereira.

"Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém...Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim...E ter paciência para que a vida faça o resto..." William Shakespeare.

"Paciência e tempo dão mais resultado do que a força e a raiva." La Fontaine.

"Eu esperei com paciência no Senhor meu Deus, e Ele se inclinou para mim e ouviu o meu clamor." Salmista Davi.

"Paciência: uma forma menor de desespero, mascarada de virtude." Ambrose Bierce

Estou On Line!


Ao longo dos anos, a tecnologia em todos os seus sentidos acrescentou uma infinidade de possibilidades e a informação está ao alcance de todos em milésimos de segundos. Tenho contas em muitos sites de relacionamentos. Recentemente abri contas no Facebook e no Twitter. Confesso que penei para entender como mexer e como me comunicar e se fazer entendido nesse mundo virtual e real ao mesmo tempo.

Algumas pessoas acham que toda essa conversa de internet e de sites de relacionamento é uma verdadeira bobagem e perda de tempo! Confesso que já levei isso em consideração e também tinha um discurso de que esse relacionamento cibernético é essencialmente vazio e que fere a necessidade básica do ser humano de sentir um abraço e a velha conversa olho no olho e, por que não, aquele beijo de despedida que se resume agora no MSN apenas em um sinal ou um “bjos”.

Se colocássemos as palavras com as letras podadas que são usadas nas conversas pelo Messenger, certamente o Word colocaria aquela ondinha vermelha, aquele risco vermelho indicando que não está correta a escrita, mas a pergunta não é essa; a preocupação não é essa. O fato é que a pessoa que estava do outro lado entendeu a mensagem.

O vazio que tanto falam que agora existe por conta da internet sempre existiu e a net simplesmente revela esse vazio que sempre esteve aí, mas agora se aflora em perfis falsos e conversas mentirosas nas conversas pelos chats. A conversa sobre esse mundo cibernético precisa ter uma conversa mais séria do que simplesmente criticá-lo.

Acredito que os blogs e os perfis do Orkut ou Facebook ou Hi5 ou quaisquer outros sites de relacionamento são meios de informação e não só uma maneira de encontrar pessoas que você conheceu quando tinha cinco anos de idade. Acredito que nossa geração é assim, toda tecnológica e pós-moderna e esse é, ao mesmo tempo, um desafio verdadeiro de sermos verdadeiros até mesmo em um jogo como um “Second Life”. Ser você mesmo, inclusive em lugares em que há uma possibilidade de ser qualquer outra pessoa, até mesmo ser um super herói, um rico pleyboy ou uma modelo ou aquela famosa ou mesmo ter aquela casa que sempre foi seu sonho de consumo.

Agora, não sou contra um momento de brincadeira que a net também proporciona. Seria muita ignorância minha não entender esse lado. Eu acredito que isso é ponto pacífico, mas por via das dúvidas digo aqui que temos que ter cuidado, sim, da mesma maneira que temos que ter cuidado com as amizades que a galera tem quando estão off line.O que não podemos negar é que a internet está aí como fonte de pesquisa, de informação, de divertimento, mas também oferece uma oportunidade para crimes e de atitudes vergonhosas. O mal não está e nunca esteve com a internet, ma sim, sempre com o homem que está por trás de todas as atrocidades já reveladas pela história. Portanto, acredito que quem precisa ser vigiado não é só o conteúdo da internet, mas sempre o internauta.

sexta-feira, 29 de maio de 2009

150 Anos da IPB!

Sinto uma mistura de orgulho e temor por fazer parte dessa igreja tão bela em sua história e zelo pela Palavra e pela pureza e piedade nas suas pregações mais básicas! Pena que não temos mais visto o básico nos púlpitos e na vida de muitos crentes. Coisas básicas como respeito e sinceridade estão em falta hoje. No mercado gospel, encontramos a prateleira da prosperidade muitos derivados e genéricos, mas nada em comparação com o que significa mesmo "prosperidade cristã". Já na prateleira das bênçãos então, há uma fila enorme, e engraçado que na prateleira da obediência, que é um requisito para adquirir bençãos, não há muita gente!

Valha-me Nosso Senhor Jesus Cristo!

video

Frases: Cúmulos


O cúmulo do barulho é dois esqueletos fazendo amor em cima do telhado de zinco.

O cúmulo da sacanagem é dar um patinete pra um saci.


O cúmulo da avareza é olhar por cima dos óculos para não gastar lente.


O cúmulo da confiança é jogar par ou ímpar por telefone.


O cúmulo da maldade e colocar tachinhas na cadeira elétrica.

O cúmulo da força é fazer tricô com linha de trem.

O cúmulo da seca é a vaca dar leite em pó.

O cúmulo do engano é matar a idosa aniversariante, porque alguém pediu para apagar a velinha.

O cúmulo da esperança é tirar o telefone do gancho, segurá-lo e ainda esperar alguém te ligar.

O cúmulo da rebeldia é morar sozinho e fugir de casa.

O cúmulo da solidão é morar sozinho e deixar carta pra fugir de casa.


Cúmulo da burrice é subir em um pé de manga, ver se a manga esta madura descer e taca pedra.

O cumulo da preguiça é acordar mais cedo a fim de ter mais tempo livre para não fazer nada.

O cúmulo do astronauta é reclamar da falta de espaço.

O cúmulo do azar é ser atropelado pelo carro da funerária.

O cúmulo da solidão é responder boa noite para o apresentador do telejornal.

O cúmulo do nojo é um cego chegar no banheiro para mijar e tiver um mudinho cagando.

O cúmulo da lerdeza é cuidar de duas tartarugas e deixar uma fugir.

O cúmulo da covardia é colocar um português em uma sala redonda e pedir pra ele fazer xixi no canto.

O cúmulo da safadeza é dar em cima da secretária eletrônica.

O cúmulo da malandragem seria se o malandro soubesse as vantagens de ser honesto, ele seria honesto por malandragem.

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Estou no Twitter!!


Ae Galera!!

Seguinte: acabei de fazer uma conta no Twitter! Não é que esse negócio pega mesmo! Estou a poucos minutos twitando e já achei amigos e deixo tudo lá registrado! Muito legal!! Adorei a experiência!

Anotem aí meu endereço do Twitter


Entrem lá e sigam-me!

quarta-feira, 27 de maio de 2009

terça-feira, 26 de maio de 2009

Uma Experiência para a Vida Toda!!


Era Uma Vez Uma Bola de Volei e...


Tensão!


Mágico!


Ilha ou Arquipélago?


Já faz um tempinho, eu assisti um dos melhores filmes de todos os tempos, na minha modesta opinião! O filme tratava de uma história real que aconteceu na década de 70 em uma região dos Estados Unidos ainda impregnada pelo segregacionismo, pelo racismo! Na cidade de Alexandria, no estado de West Virginia, três escolas decidem se fundam em uma só, mas uma delas era uma escola de negros e aí começam os conflitos com aqueles jovens. Como toda escola pública americana, havia um time de futebol americano que disputava campeonatos na região. Esse time chama-se Titans. A história do filme conta a trajetória desse time composto por brancos e negros. Uma trajetória vitoriosa graças à visão dos dois treinadores daquele time; um negro e um branco. É uma história inspiradora demais! O nome do filme é “Duelo de Titans”. Se puder, assista! Eu garanto a diversão e a inspiração!


O ponto aqui é o que esses rapazes fizeram no passado ecoou até os dias de hoje. O escritor do filme estava em uma barbearia quando ouviu falar do time. Ele pensou se tratar de um time atual, da década de 90, mas na verdade todos ali estavam ainda falando e comentando do impacto do time da década de 70! Do impacto na sociedade, dos títulos e da transformação que eles causaram na comunidade em um sentido mais amplo que nem eles mesmos poderiam sonhar! A união daqueles meninos mostrou a uma cidade, a um estado, a um país, e agora, ao mundo que não é fácil fazer a diferença, mas vale a pena!


Quero dizer com isso que não consigo mais dormir preocupado com certas coisas que têm acontecido em alguns lugares por onde tenho passado! A Igreja não conhece o poder e a autoridade que tem. Ela não tem noção do que pode realizar como aquela que é chamada de noiva de Cristo. Aliás, vale lembrar aqui que Igreja não se trata de pedras e concreto, não se trata do prédio e muito menos da instituição. Igreja na Bíblia se refere a cada um de nós. Somos templo do Espírito Santo, diz as Escrituras. Portanto, quando falarmos “Igreja” saiba que estamos nos referindo a nós mesmos e não a uma instituição ou lugar!


Quando vejo histórias de avivamentos, onde a Igreja se uniu em oração, em comunhão, buscando um só alvo, um só objetivo, sem ficar gastando tempo com grosserias e picuinhas, fico a sonhar comigo aqui e a me perguntar: “Por que não acontece de novo?”; e ou então: “O que está faltando?”. Temos a resposta na própria história. Eles se uniram. Fizeram a diferença juntos. Jovens e adolescentes, velhos e crianças, casados e solteiros, brancos e negros, pobres e ricos. Eles viram que a vida é muito curta para ficar perdendo tempo com besteiras e abriram mão de suas prioridades e de seus “achismos” e fizeram o que era necessário!


É claro que há no nosso meio pessoas e pessoas, com seus jeitos e peculiaridades. Mas vejo isso como uma prova da criatividade e de quão grande artista é nosso Deus. Com um singular toque de beleza e ternura, Ele nos quer ver unidos, juntos, como um só corpo! Não proponho nada novo aqui. Apenas que olhemos para dentro de nós e para fora de nós.


Chega das mesmas reclamações e dos mesmos problemas! Chega de ficar procurando sarna pra se coçar e chega das mesmas brigas! Vamos apresentar ao mundo uma maneira nova de viver, uma maneira nova de ser e de se relacionar, mesmo que seja com pessoas diferentes de nós. Chega de repartir aquilo que não temos e de apresentar um teatro de vida, onde nada é tão autêntico como uma maquiagem!


A história já nos provou que na força de muitos e na fé de muitos que a diferença é feita. É na verdade nos olhos que a gente consegue impactar aqueles que clamam por algo real e não mais fantasioso. Não importa a idade e nem a classe social, o que importa é que juntos podemos fazer mais pela nossa família, pela nossa escola, pela nossa vida, pela nossa igreja (instituição); dar mais sabor à vida e dar mais alegria para uma realidade que só conhece ódio, desespero e rancor.

Se a Moda Pega Aqui no Brasil...

video

Frases: Sonhos

"Os que sonham de dia são conscientes de muitas coisas que escapam aqueles que sonham apenas à noite." (Edgar A. Poe)
"Todos nós temos nossas máquinas de tempo. Algumas nos levam de volta, elas são chamadas recordações. Algumas nos levam adiante, elas são chamadas sonhos." (Jeremy Irons)
"Os sonhos são ilustrações... do livro que sua alma está escrevendo sobre você." (Marsha Norman)
"Você têm que sonhar antes que seus sonhos possam tornar-se reais." (Abdul Kalam)
"A possibilidade de realizar um sonho é o que faz que a vida seja interessante." (Paulo Coelho)
"Os mais hábeis na arte de sonhar são sem dúvida também os mais hábeis na arte de realizar seus sonhos." (Autor desconhecido)
"Não seja empurrado por seus problemas. Seja conduzido por seus sonhos ." (Autor desconhecido)
"Não há nada como o sonho para criar o futuro. Utopia hoje, carne e osso amanhã." (Victor Hugo)
"Há quem diga que todas as noites são de sonhos. Más há também quem garanta que nem todas, só as de verão. No fundo, isso não tem importância. O que interessa mesmo não é a noite em si, são os sonhos. Sonhos que o homem sonha sempre, em todos os lugares, em todas as épocas do ano, dormindo ou acordado." (William Shakespeare)

"A vida nunca é fácil para aqueles que sonham." (Robert James Waller)
"Quem disse que o preço dos sonhos é baixo?" (Débora Bötcher)
"O Futuro pertence àqueles que acreditam na beleza de seus sonhos." (Elleanor Roosevelt)
"Nunca deixe seus sonhos morrerem porque a vida sem sonhos é como um pássaro com a asa quebrada que não pode voar." (Autor desconhecido)
"Se sonhar um pouco é perigoso, a solução não é sonhar menos e sim sonhar mais." (Marcel Proust)
"Eu não estava querendo que meus sonhos interpretassem minha via, mas antes que minha vida interpretasse meus sonhos." (Susan Sontag)
"Todas as grandes descobertas e invenções foram sonhos no inicio. O que se pressente hoje se realiza amanhã." (Hellmuth Unger)
"O que é a vida sem um sonho?" (Edmond Rostand)
"Você bloqueia seu sonho quando você permite que seu medo fique maior do que a sua fé." (Mary Manin Morrissey)
"O homem faz de si a imagem de seus sonhos." (Helena Blavatski)
"Sua visão só ficará clara quando você olhar em seu coração. Quem olha fora, sonha. Quem olha dentro, desperta." (Carl Gustav Jung)
"Se seus sonhos estiverem nas nuvens, não se preocupe, pois eles estão no lugar certo; agora construa os alicerces." (Autor desconhecido)
"Há sonhos que devem ser ressonhados, projetos que não podem ser esquecidos..." (Hilda Hilst)
"Sim, o sonho! Sim, a quimera! Sim, a ilusão! Sem os sonhos, sem as quimeras, sem as ilusões, a vida não tem sentido e não oferece interesse. A utopia é o principio de todo progresso. Sem as utopias de outrora, os homens viveriam ainda miseráveis e nus nas cavernas. Foram os utopistas que traçaram as linhas da primeira cidade... Dos sonhos generosos, nascem as realidades benéficas..." (Anatole France)
"Sonhos são possibilidades esperando para se tornarem reais." (Carla Jolyn Carey)
"Se houvesse sonhos para vender, que sonho comprarias?" (Thomas L. Beddoes)

"Sem saltos de imaginação, ou sonhos, nós perdemos a excitação das possibilidades. Sonhar, afinal de contas, é uma forma de planejar."(Gloria Steinem)
"Você é do tamanho do seu sonho." (Autor desconhecido)
"Sonhar é acordar-se para dentro." (Mario Quintana)
"Os sonhos se tornam realidade se você continuar acreditando em sí mesmo. Qualquer coisa é possível." (Jennifer Capriati)
"As lentes cor-de-rosa nunca são bifocais. Ninguém quer ler a letra pequena nos sonhos." (Ann Landers)
"Uma das calamidades da vida é sonhar apenas quando estivermos dormindo... O homem mais pobre não é o homem sem dinheiro: é o homem sem sonhos." (Max L. Forman)

Meus Heróis!


Um dos meus maiores sonhos como pastor e como pessoa é poder ser uma influência para minha geração. Infelizmente tenho essa neura de fazer a diferença e por onde passar poder deixar uma marca do que é Cristo na minha vida. Quando vejo as histórias dos apóstolos e dos homens e mulheres de Deus que fizeram coisas que ninguém jamais poderia imaginar, quando leio na minha Bíblia histórias dessas pessoas comuns, mas ao mesmo tempo extraordinárias, eu me sinto como aquele menino que sonha um dia ser um super-herói ou, no mínimo, ter algum poder, seja voar, ter raios que saem dos olhos, garras que nascem por entre os vãos dos dedos, ter o poder de cura, ter a magia de energizar objetos transformando uma simples carta de baralho numa bomba, e tantos outros.

Agora uma coisa é ter o sonho, outra coisa bem diferente é realizá-lo! Por isso que eu gosto de histórias onde impossíveis se tornam possíveis e as pessoas envolvidas nesses projetos se transformam em exemplos para a humanidade! É certo que a responsabilidade aumenta na mesma proporção que chegam os elogios! Na verdade, minha preocupação nunca foi e nunca será os elogios, mesmo que seja uma necessidade natural de todo ser humano. Mas minha preocupação é com aqueles que estão aí fora precisando de um, ou até mesmo gritando por um herói! Quem seriam esses heróis, então? Quem seriam essas pessoas dispostas a até mesmo abrirem mão de sua casa, de sua vida, de sua saúde, de seus bens para que outros possam viver e encontrar o caminho que eles já encontraram e penam para permanecer nele? Que heróis estamos precisando nesse tempo de tragédias e de conflitos não só na televisão ou na faixa de Gaza, mas dentro de casa, dentro das igrejas, dentro de nós mesmos?

Conheço alguns heróis, na sua grande maioria são anônimos. São pessoas comuns que não se deixam iludir por qualquer coisa! São seres humanos que entendem a pobreza humana e seus derivados! São pessoas comuns sim, mas são incomuns quando a situação pede para que se levantem os incomuns. São pessoas normais, mas ao mesmo tempo, sobrenaturais. Sabe aquela pessoa que no momento que você mais precisa, liga pra você e começa a dizer coisas que não foram contadas para ela, pelo menos não por você. E de repente, depois dessa conversa, as coisas começam a melhorar como que por um passe de mágica!

Pode perceber que grande parte dessas pessoas não possui cargo na igreja; elas não precisam! São pessoas que não almejam esses cargos, sabe por quê? Elas não se sentem dignas. Uns até têm, mas se sentem tão pequenos e tão gratos a Deus por esse privilégio que não conseguem fazer outra coisa a não ser investir tempo, espaço, vida e suor para que alguém possa substituí-la sem maiores problemas!Meus heróis não morreram de overdose. Aliás, muitos deles ainda nem morreram. Alguns já! Não por overdose, mas porque chegou o tempo de ir. Gente que faz uma falta tão grande que a gente não consegue imaginar como seria se eles estivessem aqui vendo toda essa loucura e descontrole! Meus heróis são reais e gostaria de um dia ser igual a eles.

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Estou Cansado por Ricardo Gondim!

Diante de tanta coisa acontecendo tanto na minha vida pessoal, ministerial e emocional quanto no mundo e na vida de muita gente que tenho conversado, vai aí um artigo que diz exatamente minha posição hoje, ou minha oposição! Espero que gostem, pois faço das palavras do Ricardo, as minhas próprias, letra por letra, palavra por palavra!

Cansei! Entendo que o mundo evangélico não admite que um pastor confesse o seu cansaço. Conheço as várias passagens da Bíblia que prometem restaurar os trôpegos. Compreendo que o profeta Isaías ensina que Deus restaura as forças do que não tem nenhum vigor. Também estou informado de que Jesus dá alívio para os cansados. Por isso, já me preparo para as censuras dos que se escandalizarem com a minha confissão e me considerarem um derrotista.

Contudo, não consigo dissimular: eu me acho exausto. Não, não me afadiguei com Deus ou com minha vocação. Continuo entusiasmado pelo que faço; amo o meu Deus, bem como minha família e amigos. Permaneço esperançoso. Minha fadiga nasce de outras fontes.

Canso com o discurso repetitivo e absurdo dos que mercadejam a Palavra de Deus. Já não agüento mais que se usem versículos tirados do Antigo Testamento e que se aplicavam a Israel para vender ilusões aos que lotam as igrejas em busca de alívio. Essa possibilidade mágica de reverter uma realidade cruel me deixa arrasado porque sei que é uma propaganda enganosa.

Cansei com os programas de rádio em que os pastores não anunciam mais os conteúdos do evangelho; gastam o tempo alardeando as virtudes de suas próprias instituições. Causa tédio tomar conhecimento das infinitas campanhas e correntes de oração; todas visando exclusivamente encher os seus templos. Considero os amuletos evangélicos horríveis.

Cansei de ter de explicar que há uma diferença brutal entre a fé bíblica e as crendices supersticiosas.Canso com a leitura simplista que algumas correntes evangélicas fazem da realidade. Sinto-me triste quando percebo que a injustiça social é vista como uma conspiração satânica, e não como fruto de uma construção social perversa. Não consideram os séculos de preconceitos nem que existe uma economia perversa privilegiando as elites há séculos. Não agüento mais cultos de amarrar demônios ou de desfazer as maldições que pairam sobre o Brasil e o mundo.

Canso com a repetição enfadonha das teologias sem criatividade nem riqueza poética. Sinto pena dos teólogos que se contentam em reproduzir o que outros escreveram há séculos. Presos às molduras de suas escolas teológicas, não conseguem admitir que haja outros ângulos de leitura das Escrituras. Convivem com uma teologia pronta. Não enxergam sua pobreza porque acreditam que basta aprofundarem um conhecimento “científico” da Bíblia e desvendarão os mistérios de Deus. A aridez fundamentalista exaure as minhas forças.Canso com os estereótipos pentecostais. Como é doloroso observá-los: sem uma visitação nova do Espírito Santo, buscam criar ambientes espirituais com gritos e manifestações emocionais. Não há nada mais desolador que um culto pentecostal com uma coreografia preservada, mas sem vitalidade espiritual. Cansei, inclusive, de ouvir piadas contadas pelos próprios pentecostais sobre os dons espirituais.

Cansei de ouvir relatos sobre evangelistas estrangeiros que vêm ao Brasil para soprar sobre as multidões. Fico abatido com eles porque sei que provocam que as pessoas “caiam sob o poder de Deus” para tirar fotografias ou gravar os acontecimentos e depois levantar fortunas em seus países de origem.Canso com as perguntas que me fazem sobre a conduta cristã e o legalismo. Recebo todos os dias várias mensagens eletrônicas de gente me perguntando se pode beber vinho, usar “piercing”, fazer tatuagem, se tratar com acupuntura etc., etc. A lista é enorme e parece inexaurível. Canso com essa mentalidade pequena, que não sai das questiúnculas, que não concebe um exercício religioso mais nobre; que não pensa em grandes temas.

Canso com gente que precisa de cabrestos, que não sabe ser livre e não consegue caminhar com princípios. Acho intolerável conviver com aqueles que se acomodam com uma existência sob o domínio da lei e não do amor. Canso com os livros evangélicos traduzidos para o português. Não tanto pelas traduções mal feitas, tampouco pelos exemplos tirados do golfe ou do basebol, que nada têm a ver com a nossa realidade. Canso com os pacotes prontos e com o pragmatismo. Já não agüento mais livros com dez leis ou vinte e um passos para qualquer coisa. Não consigo entender como uma igreja tão vibrante como a brasileira precisa copiar os exemplos lá do norte, onde a abundância é tanta que os profetas denunciam o pecado da complacência entre os crentes.

Cansei de ter de opinar se concordo ou não com um novo modelo de crescimento de igreja copiado e que vem sendo adotado no Brasil. Canso com a falta de beleza artística dos evangélicos. Há pouco compareci a um show de música evangélica só para sair arrasado. A musicalidade era medíocre, a poesia sofrível e, pior, percebia-se o interesse comercial por trás do evento.

Canso de explicar que nem todos os pastores são gananciosos e que as igrejas não existem para enriquecer sua liderança. Cansei de ter de dar satisfações todas as vezes que faço qualquer negócio em nome da igreja. Tenho de provar que nossa igreja não tem título protestado em cartório, que não é rica, e que vivemos com um orçamento apertado. Não há nada mais desgastante do que ser obrigado a explanar para parentes ou amigos não evangélicos que aquele último escândalo do jornal não representa a grande maioria dos pastores que vivem dignamente.

Canso com as vaidades religiosas. É fatigante observar os líderes que adoram cargos, posições e títulos. Desdenho os conchavos políticos que possibilitam eleições para os altos escalões denominacionais. Cansei com as vaidades acadêmicas e com os mestrados e doutorados que apenas enriquecem os currículos e geram uma soberba tola. Não suporto ouvir que mais um se auto-intitulou apóstolo.

Sei que estou cansado, entretanto, não permitirei que o meu cansaço me torne um cínico. Decidi lutar para não atrofiar o meu coração. Por isso, opto por não participar de uma máquina religiosa que fabrica ícones. Não brigarei pelos primeiros lugares nas festas solenes patrocinadas por gente importante. Jamais oferecerei meu nome para compor a lista dos preletores de qualquer conferência. Abro mão de querer adornar meu nome com títulos de qualquer espécie. Não desejo ganhar aplausos de auditórios famosos. Buscarei o convívio dos pequenos grupos, priorizarei fazer minhas refeições com os amigos mais queridos. Meu refúgio será ao lado de pessoas simples, pois quero aprender a valorizar os momentos despretensiosos da vida. Lerei mais poesia para entender a alma humana, mais romances para continuar sonhando e muita boa música para tornar a vida mais bonita. Desejo meditar outras vezes diante do pôr-do-sol para, em silêncio, agradecer a Deus por sua fidelidade. Quero voltar a orar no secreto do meu quarto e a ler as Escrituras como uma carta de amor de meu Pai.

Pode ser que outros estejam tão cansados quanto eu. Se é o seu caso, convido-o então a mudar a sua agenda; romper com as estruturas religiosas que sugam suas energias; voltar ao primeiro amor. Jesus afirmou que não adianta ganhar o mundo inteiro e perder a alma. Ainda há tempo de salvar a nossa.

Frases: Jogadores e Dirigentes de Futebol!


'Chegarei de surpresa dia 15, às duas da tarde, vôo 619 da VARIG.'(Mengálvio, ex-meia do Santos , em telegrama à família quando em excursão à Europa)

'Tanto na minha vida futebolística quanto com a minha vida ser humana.' (Nunes, ex-atacante do Flamengo, em uma entrevista antes do jogo de despedida do Zico)

'Que interessante, aqui no Japão só tem carro importado.'(Jardel, ex-atacante do Grêmio)

'As pessoas querem que o Brasil vença e ganhe.'(Dunga, em entrevista ao programa Terceiro Tempo)

'Eu, o Paulo Nunes e o Dinho vamos fazer uma dupla sertaneja..'(Jardel, ex-atacante do Grêmio)

'O novo apelido do Aloísio é CB, Sangue Bom.'(Souza, meio-campo do São Paulo, em uma entrevista ao Jogo Duro)

'A partir de agora o meu coração só tem uma cor: vermelho e preto.' (Jogador Fabão, assim que chegou no Flamengo)

'Eu peguei a bola no meio de campo e fui fondo, fui fondo, fui fondo e chutei pro gol.' (Jardel, ex- jogador do Vasco e Grêmio, ao relatar ao repórter o gol que tinha feito)

'A bola ia indo, indo, indo... e iu!' (Nunes, jogador do Flamengo da década de 80)

'Tenho o maior orgulho de jogar na terra onde Cristo nasceu.' (Claudiomiro, ex-meia do Inter de Porto Alegre, ao chegar em Belém do Pará para disputar uma partida contra o Paysandu, pelo Brasileirão de 72)

'Nem que eu tivesse dois pulmões eu alcançava essa bola.' (Bradock, amigo de Romário, reclamando de um passe longo)

'No México que é bom. Lá a gente recebe semanalmente de 15 em 15 dias.'(Ferreira, ex-ponta esquerda do Santos )

'Quando o jogo está a mil, minha naftalina sobe.'(Jardel, ex-atacante do Vasco, Grêmio e da Seleção)

'O meu clube estava a beira do precipício, mas tomou a decisão correta, deu um passo a frente.'(João Pinto, jogador do Benfica de Portugal)

'Na Bahia é todo mundo muito simpático. É um povo muito hospitalar.'(Zanata, baiano, ex-lateral do Fluminense, ao comentar sobre a hospitalidade do povo baiano)

'Jogador tem que ser completo como o pato, que é um bicho aquático e gramático.'(Vicente Matheus, eterno presidente do Corinthians)

'O difícil, como vocês sabem, não é fácil.' (Vicente Matheus)

'Haja o que hajar, o Corinthians vai ser campeão.'(Vicente Matheus)

'O Sócrates é invendável, inegociável e imprestável.' (Vicente Matheus, ao recusar a oferta dos franceses)


Como vcs perceberam, o Jardel e o Vicente Matheus são os melhores!!!

Quem é o Preferido deles?

video

Bat Ronaldo!


Ronado!


X-Men versus Street Fighter


quinta-feira, 21 de maio de 2009

Amo Muito Tudo Isso!







Frases: Sofrimento!

Nesse espaço quero colocar frases que dão significado para tudo que fazemos e passamos. Como primeiro tema escolhi o sofrimento. Escolhi porque está tão em evidência e tem tanto caso de morte e tragédias que a gente se pega pensando e questionando algumas coisas. Espero sinceramente que algumas dessas frases ajudem vocês, pois têm me ajudado a entender algumas coisas!

Faz da tua alma um diamante. Por cada novo golpe uma nova face, para que um dia ela seja toda luminosa. (Rogelio Stela Bonilla)

Onde há sofrimento há terreno sagrado. (Oscar Wilde)
Aquele que se perde é que encontra novos caminhos. (Nils Kjaer)

O mal que fazemos é sempre mais triste que o mal que nos fazem. (Jacinto Benavente)

Ninguém pode livrar os homens da dor, mas será bendito aquele que fizer renascer neles a coragem para a suportar. (Selma Lagerlof)

Não há razão para termos medo das sombras. Apenas indicam que em algum lugar próximo brilha a luz. (Ruth Renkel)

O problema do mal não é outra coisa, em grande parte, senão o problema da liberdade. (Nikolai Berdaiev)

Aquele que não consegue suportar o que é mau, não vive para saber o que é bom. (Provérbio judeu)

Deus sussurra e fala à consciência através do prazer, mas grita-lhe por meio da dor: a dor é o seu megafone para despertar um mundo adormecido. (C.S. Lewis)

Quando a sorte é adversa, descobre-se o génio; na prosperidade, ele oculta-se. (Horácio)

As flores chegam até a perfumar a mão que as esmaga. (V. Ghilka)

O Mistério da Dor!


No contexto da nossa sociedade evangélica, falar sobre dor e sofrimento não dá muito IBOPE e muito menos dá crédito a alguém porque se ele fala sobre o sofrimento é porque quer encontrar razões para justificar seus erros. Na verdade, não se fala sobre dor e sofrimento porque incomoda os ouvidos.

Quero dizer que pode incomodar, sim, os ouvidos, mas acalenta o coração quando se ouve com honestidade e sabedoria sobre um dos temas mais sérios e delicados da cristandade que toca na área onde lágrimas descem e onde a ferida dói.
“Onde será que está Deus?” É a pergunta que todo crente faz, consciente ou inconsciente, quando o cinto aperta, quando o filho chora e a mãe não vê. A pergunta que se faz é justamente o momento onde a nossa fé pede para ter sentido, é onde os sermões dominicais deixam de serem meros discursos bonitos e passam a ser alimento para nossa alma abatida e machucada!
A verdade precisa ser dita. O homem precisa entender que não era para ser assim! Não era para ser da maneira como as coisas estão acontecendo. Deus criou o homem à sua imagem e semelhança e deu a essa criatura a liberdade de escolher entre se relacionar livremente com Deus ou comer da árvore do conhecimento do bem e do mal. O homem sabia qual o preço de tal conhecimento. Deus fez isso da mesma maneira como o pai que sabe como o mundo é inescrupuloso e quer defender seu filho das mazelas e das maldades do mundo. Deus age soberanamente e ao mesmo tempo, não age, esperando uma reação da criatura que tinha as duas escolhas em suas mãos! Adão escolheu o conhecimento, escolheu ser igual ao seu Criador, escolheu ter o mesmo poder, mas acabou por ter menos daquilo que já possuía. Deus conversou com cada um deles, homem e mulher, e acabou, como um pai amoroso que é, disciplinando-os! O jardim do Édem não seria o mesmo depois da escolha do homem. Não só o jardim, mas a humanidade não seria mais a mesma coisa!
Isso não significa que os planos de Deus foram frustrados, não significa que Deus perdeu o controle ou que acabou por construir a história junto com as escolhas humanas. Nada disso! Deus sempre teve o controle nas mãos e sempre terá. Mas não posso crer que Deus permitiria uma criança ser abusada sexualmente por um maníaco simplesmente!
Creio que Deus ama e isso faz parte de Sua essência e natureza! Se o homem comete atrocidades, Deus não tem nada a ver com isso. O homem é responsável por suas atitudes e foi exatamente isso o preço do conhecimento do bem e do mal. Quer ser auto-suficiente? Esse é o preço que se paga. Mortes, tragédias, assassinatos e mais sangue sendo derramado.
Existem propósitos que jamais entenderemos e o sofrimento intensifica por conta dessa procura, muitas vezes neurótica, por entender o porquê disso ou daquilo! O homem é responsável pelos seus atos maldosos e trágicos.O que nos compete fazer diante disso é entender que mesmo que a figueira não floresça e não haja frutos na videira, ainda que o tronco esteja morto e seco no chão, ainda que existam lágrimas a serem derramadas que não foram por quaisquer razões, ainda que tudo pareça desmoronar na nossa cabeça, o Senhor jamais nos abandonará e jamais deixará de ser nosso Pai amoroso que consola e que nos abraça dizendo: “Não era para ser assim”.

Apaixonando-se pela mulher Frankenstein!


Alguns pensam que Jesus pegou muito pesado com os casados quando declarou que “qualquer que olhar para uma mulher desejando-a, já cometeu adultério” (Mt5:28). Eu não concordo.

O grande problema é que Jesus sabia do perigo do fenômeno chamado “amante Frankenstein”. Vou tentar explicar melhor.

Não tem como um relacionamento estar “nas oitavas maravilhas” o tempo todo e é quando o nosso relacionamento está em baixa que o perigo do fenômeno aparece.Vamos usar o exemplo de um homem que está passando por uma fase mais difícil no casamento: depois de um dia estressado ele sai para dar uma volta e percebe uma menina que ao passar troca um olhar e um sorriso provocante com ele, ele registra esse momento em seu coração, pois está frágil e acredita que não tem nada demais, afinal, foi apenas um sorrisinho.

No outro dia, a secretária do seu chefe veio com um vestidinho muito provocante, e ela para pra perguntar algo que ele já nem se lembra , pois não conseguiu tirar os olhos do vestido.Ele registra o vestido em sua mente, que por sinal era muito bonito mesmo.

O problema é que três dias depois, ao abrir a sua caixa de e-mail, viu que recebeu um Spam com a propaganda da Playboy daquele mês, ele nem clicou na foto, pois sabe que pode ser vírus, mas ficou encantado com os seios maravilhosos daquela atriz.

E assim foi, dia após dia, com pequenas olhadas e inocentes registros montando uma mulher “perfeita” em sua mente. O que ele não sabe, ou não quer saber, é que esta mulher vai ganhar vida e se chamará mulher Frankensein.Quem nunca ouviu, pelo menos de forma rápida, a história do monstro Frankenstein, a história de um cientista chamado Victor que, insatisfeito com sua vida, constrói uma criatura com partes humanas e dá vida a ela.

A criatura que foi denominada com o sobrenome do seu criador, Frankenstein, com o tempo percebe que era diferente de todos os homens e não tinha uma parceira à altura. O monstro exige que seu criador, Victor, crie uma companheira para ele, e quando Victor se recusa a fazer tal coisa o monstro o ameaça e o persegue até matá-lo.É isso que acontece quando o amante ou a amante Frankenstein ganha vida, a pessoa que está do teu lado, às vezes durante anos, e que tem feito de tudo por você, não tem mais valor.

Não é como a mulher perfeita de nossas mentes a mulher Frankenstein. E esse monstro que agora ganhou vida te perturba e se mistura com você, cobra para si um par perfeito. É quando você tenta fugir e é tarde demais.

O monstro vai atrás de você até matar seu casamento com uma outra mulher qualquer, que não chegava aos pés da sua, mas que você, na escuridão de sua mente, a incorporou a sua amante chamada Frankenstein.

Sei que este artigo acabou em uma tragédia, assim como a história de Frankenstein também. Por isso é que Jesus já avisa que o adultério está no coração e que tudo começa com um simples olhar.
By: Marcos Botelho.

X-Men Origens: Wolverine!



Faz uma semana que fui ver X-Men Origens: Wolverine tanto pela mídia em cima do filme quanto por um personagem que eu senti falta na trilogia original: Gambit! Fui para ver o filme solo do Wolverine para ver outro personagem.


Acabei gostando do filme e da história que envolve um dos personagens mais populares da Marvel, tanto é verdade que Wolverine ingressa no grupo dos Vingadores junto com Cap. América, Homem de Ferro, Hulk, Thor e outros!


O cara é perturbado mesmo, e não seria para menos tendo em vista a sua infância e sua dificuldade para aceitar o fato de ser mutante, ser diferente das outras crianças! A vida do cara também é marcada por guerras e conflitos. Ele está em todas: Guerra Civil Americana, Primeira Guerra, Segunda Guerra no Dia D e Guerra do Vietnã. As cenas são muito fortes e os efeitos especiais são marcantes.
Vale a pena ir assistir. Não é aquilo que a gente pode dizer que é um épico dos quadrinhos transformado em filme como Dark Knight ou Homem de Ferro, mas os personagens que a gente ama estão lá e a história foi a mais original possível. Ah, não saiam do cinema antes de assistir cenas adicionais nos créditos. São duas cenas: uma com Striker e a outra é com o próprio Logan. tem uma surpresa também no final do filme; uma participação que fecha bem o filme e faz uma ligação com a trilogia mutante!

Star Trek




Fui ao cinema junto com minha esposa e assistimos um dos filmes mais esperados do ano! Star Trek surpreendeu com seus efeitos especiais e uma história empolgante, até para alguém não muito ligado no universo da Jornada nas Estrelas!


Confesso que não fiquei muito empolgado, até porque fomos para ver Anjos e Demônios, mas como esse filme estava esgotado, acabamos por escolher assistir o filme concorrente de Guerra nas Estrelas.


Apesar de ser totalmento diferente o foco tanto da série como dos filmes, os fãs de Star Wars não são muito simpáticos com Star Trek, e a recíproca é verdadeira! Mas não tenho esse fanatismo ridículo e acabei gostando do filme. Muito bom mesmo. Um site de cinema dá cinco estrelas para o filme, provando que o mesmo é muito bom!


Quando cheguei no meu trabalho é claro que fui pesquisar sobre o filme e as séries e fiquei fascinado pelo tamanho do mundo criado e são tantos personagens que a gente se perde. O filme focaliza a série clássica com Cap. Kirk, Spock e companhia! Tem uma super participação especial de Leonard Nimoy, o eterno Spock da série clássica.


Recomendo, é um filmasso!

terça-feira, 19 de maio de 2009

A Crise Segundo Albert Einstein!


Não podemos querer que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo. A crise é a maior benção que pode acontecer as pessoas e aos países, porque a crise traz progressos. A criatividade nasce da angústia assim como o dia nasce da noite escura. É na crise que nascem os inventos, os descobrimentos e as grandes estratégias. Quem supera a crise se supera a si mesmo sem ter sido superado. Quem atribui a crise seus fracassos e penúrias, violenta seu próprio talento e respeita mais os problemas que as soluções. A verdadeira crise, é a crise da incompetência. O inconveniente das pessoas e dos países é a dificuldade para encontrar as saídas e as soluções. Sem crises não há desafíos, sem desafios a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crises não há méritos. É na crise que aflora o melhor de cada um, porque sem crise todo vento é uma carícia. Falar da crise é promovê-la, e calar-se na crise é exaltar o conformismo. Em vez disto, trabalhemos duro. Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para superá-la.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Antes que se Fechem os Meus Olhos!


Não consigo acreditar em afirmações do tipo: “Essa geração está perdida” ou qualquer coisa parecida. A gente vê tanta coisa acontecendo no mundo, crises e mais crises, doenças novas aparecendo e mutações de vírus e bactérias, provando mais uma vez que o homem consegue dominar conhecimentos gerais, ciências e fórmulas, mas não consegue conhecer a si mesmo e seu potencial para fazer a diferença!

Ao ler a Bíblia, eu vejo um homem já velho e cansado no livro do “Eclesiastes” que diz que devemos nos lembrar do nosso Criador nos dias de nossa juventude, nos dias em que temos prazer na vida, nos dias em que nossos músculos conseguem responder com a mesma intensidade o comando do cérebro, nos dias em que a alegria de viver se mistura com a tristeza de viver e dessa mistura conseguimos construir nosso caráter e nossas convicções. Segundo esse velho sábio, devemos olhar para o passado sempre e aprender com ele. Devemos criar nossos conceitos o mais cedo possível para não sermos seduzidos pelo primeiro show de horrores alucinógenos que aparece.

Não quero viver minha vida apenas por curtição e passar por aqui sem ter deixado uma marca a ser lembrada, mesmo que essa marca seja a cruz. Aliás, só podemos deixar a cruz como marca. Antes de esvaziar o túmulo devemos ser pendurados no madeiro. Pendurar nossas falhas, nosso orgulho e nossa altivez; devemos pregar lá e deixar morrer nossa natureza maligna que destrói sonhos e esmigalha esperanças; devemos morrer para toda essa ilusão de ótica que tem nos influenciado a sermos o que não devemos ser e a fazer coisas que jamais em sã consciência cristã faríamos.

Chega de patifaria disfarçada de santidade, onde o título de pastor fala mais alto do que a obrigação de servo. Não quero viver uma vida para mim mesmo. Fui chamado para lavar os pés de quem me nega e de quem me insulta com seus tapas nas costas e palavras elogiosas, quando na verdade querem ver o meu sangue! Meu Mestre manda imperar na minha vida o regime ditatorial do amor, onde só Ele manda e todos nós obedecemos em amor profundo e sem esperar que as bênçãos um dia cheguem. Elas podem até chegar, e será uma alegria só quando isso acontecer, mas não será minha força motora o fato delas virem ou não. Só o fato de saber que meu Redentor vive já me basta!

Se pelas minhas lágrimas, se pela minha teimosia em continuar sendo o “bobo/servo” de alguns que insistem em viver na mediocridade cristã, se pelo fato de ser uma pedra no sapato de Satanás conseguir levar alguns para Cristo, que seja assim. Para que outros possam viver e não olhar para trás com arrependimento de ter colocado as mãos no arado e ter crido que a caminhada é longa, mas terá um fim glorioso; os servos do Cristo Ressurreto fazem de tudo, mas jamais colocam sua fé na mesa da barganha ou da troca! Ao olhar para suas mãos, elas estão limpas e não há sangue impuro nelas, apenas as marcas de Cristo como sinal de que pertencem a Ele. Não há nada melhor do que ser amigo d’Aquele que é o melhor amigo!

Antes que meus olhos sintam o peso dos dias e dos anos e não consigam mais abrir, antes que minhas costas sintam as dores da idade, antes que minha mente se esqueça que os anos passam depressa, antes que sinta que o fôlego, o último, está sendo exaurido, eu vou me lembrar que valeu a pena!

Às vezes eu me pego pensando coisas absurdas como desistir, deixar pra lá, ou até mesmo penso que nada vai mudar, mesmo que a gente lute e batalhe, mesmo que a gente ore e faça “campanhas de fé”, mesmo que organize mega programações que em um dia lote a igreja e no outro sábado, que não é a “mega programação”, apareçam algumas pessoas! Essas coisas já povoaram a minha mente e já chegaram a causar um mal muito grande na minha saúde, mas isso só me fez olhar pra cima! Olhar pra cima, mesmo que ajudado por outros! Não sou nenhum “deus” ou super herói da fé que não sinta decepções e tristezas, e ainda bem que não sou nenhuma dessas coisas, pois não seria humano e não entenderia sentimentos como medo, angústia, alegria, satisfação, orgulho! Graças ao bom Deus, não me vendo para angariar títulos, sejam de quaisquer naturezas!

Faço um esforço enorme, debaixo da graça do bom Deus, para levantar minha cabeça e olhar para a cruz e não para meu terno. Quero olhar nos olhos das pessoas e encontrar uma medida simples que seja de esperança e da manifestação da graça! Chega de gerentes, chega de brigas de ego para saber quem manda mais na empresa ou em casa ou até mesmo na igreja. Quem manda todo mundo sabe quem é: nosso Senhor Jesus! E Ele quer que sejamos líderes servos!

Quero ganhar perdendo! Perdendo talvez o direito que tenho da razão e da verdade, abrir mão para que o corpo de Cristo não pereça por causa da minha auto justiça. Sei que é difícil, ainda mais quando a nossa honra está em jogo e nossa credibilidade. Mas nada disso tem valor, porque nada disso é nosso. Toda hora e glória é do Senhor e é para Ele que devemos viver ou morrer.

Meu maior sonho em vida não só conhecer a Disney, Grécia e Israel. Não é só conhecer pessoalmente Billy Graham. Não é só ter filhos e filhas. Não é só ter uma família numerosa daquelas que lotam uma mesa grande de jantar. Não é só ter um ministério frutífero e cheio de histórias para contar para meus netos e netas. Não é só conhecer o máximo de pessoas possível e ter um relacionamento bacana com elas. Meu maior sonho é passar por essa vida e ter deixado as marcas de Cristo em tudo isso! Quero que as pessoas ao me olhar sintam vontade de conhecer a Cristo, mesmo que isso custe muito! Mas não há nada que pague um coração leal, um coração que é inegociável, um coração que acredita em Deus mesmo e prova isso nas posturas que toma diante das mais diversas situações e encrencas. Um coração que não se abre para a hipocrisia, mas se sente à vontade diante da verdade. Um coração que ama o simples e que ama o complicado, pois ambos precisam de amor. Quero um dia ter um coração assim.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Não Quero colocar os Pés no Chão!


Tive uma ótima educação religiosa em casa. Lembro-me que toda noite, antes de dormir, minha mãe nos ensinava que deveríamos orar e lembrar, na presença do Pai, o que aconteceu durante o dia e agradecer.Por isso, toda vez que deitava, me cobria bem com o cobertor pesado da minha cama e começava minha oração falando: “Obrigado Deus por ter feito isso e aquilo no dia de hoje...” Mas o que me incomodava é que quase nunca chegava ao fim da minha oração, pois ao lembrar do dia me vinha à cabeça as possibilidades de mil outros desdobramentos que podiam ter acontecido naquele dia, outras falas, outros encontros e, quando eu percebia já estava em um outro mundo, no da imaginação e da fantasia, onde era muito real o maravilhoso beijo que nunca tive coragem de dar naquela menina da escola, ou a comemoração do gol que nunca fiz (e na verdade nunca vou fazer), o discurso no estádio que foi aplaudido de pé e que mudou a história de um país.

O pior é que no meio da fantasia lembrava que estava orando, voltava rápido para a oração e falava: “muito obrigado Deus, em nome de Jesus amem”. E tentava retornar ao ponto onde eu tinha deixado a história.

Às vezes conseguia, outras, já tinha ficado para trás e não era a mesma coisa, não era mais tão real.Sempre foi assim na minha vida, nunca consegui ler longos trechos de livros de uma só vez, pois quando chegava na quarta ou quinta página parava e me perguntava o que tinha lido e não sabia mais, pois a minha cabeça já tinha ido longe por alguma faísca que um trecho do texto tinha me dado. Assim era com palestras, musicas e tudo mais.

Tive professores que me repreenderam dizendo que eu era muito avoado e que precisava me concentrar mais no presente, colocar os pés no chão.Provavelmente eles tinham razão e foi quando comecei a exercitar a minha mente a não mais “viajar” quando lia um texto, ouvia uma palestra, uma música ou fazia uma oração.Essa idéia veio muito mais forte quando comecei a lidar com a igreja local e descobri que fantasia para os evangélicos era algo ruim, daqueles que fugiam da realidade, uma coisa inútil e fútil, algo perigoso ou até pecaminoso para uma mente de um jovem cristão.

Atualmente, eu escrevo peças para palhaços e sei que o mais marcante em cada uma delas é o fato de saber lidar com a realidade dos problemas humanos sem perder a “graça” de uma boa história, sem perder o lúdico e a fantasia que tínhamos quando ouvíamos histórias quando crianças. Hoje, em consultas e conversas de bastidores, o que mais os futuros escritores me perguntam é como ter uma mente fértil e criativa para produzir coisas novas e belas.

Minha oração é para que seus professores, seus pais ou suas igrejas não tenham te ensinado que colocar os pés no chão é o único caminho para entender a vida. Que você possa compreender que imaginar é experimentar um pouco mais do céu, das coisas espirituais, imaginar é bom, é benção, é dom de Deus.Esta é a minha oração, mas não confie muito nela não, pois provavelmente não vou chegar ao fim dessa também... Amém!


By: Marcos Botelho

Heroes!


Foi muito bom! Só consigo dizer isso do evento que aconteceu aqui na IPB de Presidente Prudente. Um final de semana pra ficar na memória de quem trabalhou e acreditou que fosse possível acontecer! Gente que se esforçou, chorou, se alegrou, suou a camiseta e a blusinha, mas viu que tudo foi válido porque Deus abençoou e nos deu o privilégio de ver tudo dando certo.

Para nós da organização, fica aqui nosso muito obrigado a todos que, de alguma forma, nos ajudaram a realizar esse projeto. Pessoas que não almoçaram no horário certo, gente que nem almoçou, pessoas que até moraram na igreja por um período de tempo. Quero dizer muito obrigado a quem muito deu de seu tempo, de sua saúde e de sua disposição. Deus jamais deixa de honrar gente dessa índole; desse calibre!

Fica aqui o registro de que Heroes: Jovens dos quais o Mundo não é Digno! foi algo PE - TA - CU -LAR!!! Inesquecível, trabalhoso, mas frutífero! Que venham mais!

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Tá Chegando!!!


Falta exatamente um dia para começar um dos eventos mais marcantes, acredito eu, na história da IPB Central de Presidente Prudente. "Heroes: Jovens dos quais o Mundo não é Digno" dá início amanhã à noite com a participação do Pr. Paulinho e da equipe de louvor dos Heroes. No sábado será o dia inteiro de programação e no domingo o evento se encerra na hora do almoço.

Serão dias de grande mover de Deus na vida de quem participar, além do que há muita pressão para que seja. Mas isso não depende de nós, é trabalho do Senhor e sabemos que Ele está à frente disso tudo. Ore por nós porque precisamos da suas orações!

Um abraço e quem ainda quiser participar é só nos ligar e dar o seu nome. O telefone é (18) 3222-4618. Ligue e participe!

terça-feira, 5 de maio de 2009

Eu, a Patroa e as Crianças!


“Família é tudo igual”. Essa é uma expressão que tenho escutado muito nesses últimos anos! Escuto as reclamações dos jovens com respeito aos seus pais e vice e versa e percebo que não importa mesmo a posição social ou a cor ou qualquer outra coisa; as reclamações passam ser as mesmas porque os problemas são os mesmos e o ser humano é o mesmo.

Muitas vezes a gente esquece que mesmo sendo rico ou sendo pobre, o ser humano tem as mesmas necessidades de relacionamento familiar e de se sentir respeitado nesse relacionamento. O filho quer ter o respeito das pessoas da família com respeito aos seus sonhos e pensamentos. De igual forma, o pai e a mãe querem o respeito dos filhos no que diz respeito à educação deles. Parece-me que não há mais um entendimento nessas áreas. Ambos possuem motivações e desejos justos, mas não há uma conversa sobre isso na mesa do jantar ou na hora do almoço.

A conversa é substituída pelos programas de televisão e pelos “Big Brothers” da vida e as discussões são sobre quem deve sair no próximo paredão! Não sou um alienado e creio que esse tipo de conversa pode até ter em momentos de descontração, que é natural em toda família e ninguém merece ficar levando as coisas muito a sério; mas vejo que a necessidade de uma conversa mais íntima, mais próxima do que o normal seria uma grande solução para os grandes problemas atuais.

Os índices dos divórcios estão aí por toda parte para provar minha tese. Casa-se e se separa como trocamos de roupa, não há mais aquele critério de seriedade como antigamente víamos nossos avôs e avós ter. Hoje, por causa da mídia e das filosofias que imperam no meio jovem, é muito fácil começar e muito fácil terminar um relacionamento; basta ter um motivo fútil para abrir mão daquilo que Deus colocou como sendo uma das suas principais criações: a família.

Minha pergunta é: como ficam os filhos nessa jogada toda? Os pais vêem muito o lado deles somente e esquecem que há outras pessoas envolvidas na decisão de se separarem. É claro que nessas horas a conversa será levada a sério, mas não seria melhor se isso fosse levado a sério antes de acontecer o pior? Será que precisa passar por tanto sofrimento para então ter um momento enfim de diálogo? Apenas quando os interesses pessoais dos pais ou dos filhos estão ameaçados, o diálogo tem valor dentro de casa!

Ao ver as estatísticas estarrecedoras de divórcios eu fico preocupado com o que estamos fazendo com essa instituição abençoada por Deus chamada “Família”. Preocupamo-nos com tantas outras coisas e colocamos o emprego e muitas outras coisas na frente ou no lugar de nossas esposas, maridos ou filhos que acabamos plantando uma sementinha do mal dentro do casamento, que conseqüentemente acaba brotando e dando frutos amargos e vidas completamente distantes do projeto inicial de Deus.

Estou escrevendo esse artigo porque eu ainda acredito na família e vou morrer acreditando nela. Acredito que minha esposa vale muito mais que horas de serviço com a desculpa que está colocando o pão dentro de casa. Acredito que os filhos são herança do Senhor, ou seja, são propriedade do Senhor sob nossos cuidados e prestaremos conta com o Senhor se não cuidarmos bem deles. Acredito no lazer em família, na alegria compartilhada, nos sorrisos e nas piadas da vida. Acredito que a gente pode dar valor em algo antes mesmo de pensar em perdê-lo. Acredito que podemos ser melhores pais e melhores mães. Acredito que devemos ser melhores filhos e filhas para não se arrepender depois de não dar orgulho aos pais que tanto sofrem dia após dia, trabalhando de sol a sol para dar um mínimo de dignidade para essas crianças.

Sou enfático ao afirmar que a família hoje não tem mais a cara de Deus estampada em seu cartão de visita! Digo isso de uma maneira geral. Não que não tenhamos famílias bem estruturadas e que vivam bem. Não estou dizendo isso. Mas infelizmente as coisas relacionadas ao reino de Deus estão sendo colocadas em segundo, em terceiro, em quarto plano.

Olhem os jornais, leiam as revistas, assistam os telejornais e percebam como que está o nosso mundo. Pai que mata o filho por causa da droga, filho que mata o pai pelo mesmo motivo. Mães que abandonam seus bebês porque não têm a mínima condição de criá-los. Filhos que chegam ao cúmulo de perpetrar e praticar horrores com seus pais simplesmente porque eles disseram “não”. Mas acredito na mudança. Se não acreditasse, não investiria tempo escrevendo ou pregando ou fazendo qualquer outra coisa em prol da família.

Quando foram as últimas vezes que vocês foram ao cinema? Quando foi a última vez que vocês viajaram e passaram um tempo juntos se divertindo? Quando foi a última vez que tiveram um culto doméstico onde se ora e se aprende mais?

Lembro como se fosse hoje quando tínhamos o culto doméstico na casa de minha tia. Meus pais não eram convertidos ainda, mas me incentivavam a participar. Lembro da alegria que eu sentia ao ir à casa dos meus tios e ter aquele momento tão especial. Depois de um tempo, aconteceu que o culto que era doméstico passou a ser um grupo pequeno de estudo da Palavra. Que maravilha! Nesse tempo meus pais já eram convertidos e não perdiam uma reunião sequer. Até levei várias broncas da parte deles porque ia jogar bola ao invés de acompanhá-los. Até que um dia meu pai e minha mãe decidiram me disciplinar e tiveram a feliz idéia de me proibir ir jogar bola e como castigo ir à reunião com eles. Imaginem só! Além de ter sido muito bom, agora a gente pode dar risada do ocorrido.

Quantas histórias você tem para contar que a sua família estava junto? A gente tem tanta história com tanta gente e muitas vezes não temos nenhuma com nossos pais, irmãos e parentes. Quantas vezes você já se sentou à mesa e se divertiu contando as presepadas daquele tio engraçadíssimo ou se divertiu ouvindo aquela conversa fiada daquele primo “mala” que gosta de contar vantagem? Família é isso e muito mais.

Quantas vezes você se sentiu sozinho e veio aquele apoio que você jamais esperava receber? Quantas vezes você recebeu aquele carinho especial durante uma doença que ninguém entendia; até mesmo seus pais, mas mesmo assim eles estavam lá para abraçar e jamais largar? Isso é família e muito mais!

Se você hoje me dissesse: “Família é tudo igual”, eu poderia discordar de você. Família não é tudo igual. Têm suas histórias particulares, seus tesouros e seus segredos, suas manias e suas qualidades, seu jeito de lidar com as situações e seu jeito de lidar com cada membro, suas histórias e suas fábulas. Como toda família, enfrentam seus problemas de cabeça erguida, muitas das vezes erguida por outros membros. Família é tudo igual apenas no fato do ser humano ser igual em sua natureza, mas jamais igual em sua personalidade. Talvez se juntássemos as histórias daria um bom e divertidíssimo livro, que por sua vez se tornaria um filme, que por sua vez se tornaria um seriado. Bom, acho que me contento com os que a TV já nos oferece!

sexta-feira, 1 de maio de 2009

15 anos sem Senna!


Já se passam 15 anos que nosso eterno campeão foi se encontrar com seu Mestre Supremo, o Senhor Jesus! Tanta coisa já se passou nesses 15 anos no Brasil que paramos de acreditar em heróis; não acreditamos mais que homens como Senna e outros possam existir. Homens com o caráter de Senna estão em falta tanto no Brasil como no mundo e quando aparece um Obama da vida, aquela chama de esperança volta a nos unir pela causa da paz e de dias melhores!

Assim como Senna, Jesus morreu, mas ressussitou e está vivo. Nosso heróis maior não está na tumba em Jerusalém, mas está neste exato momento do nosso lado, ajudando-nos em todas as nossas dificuldades.

Saudades de Senna, mas acreditamos que um dia nos encontraremos no reino de Cristo. Aí sim, nenhuma lágrima será derramada, pois todas serão enxugadas de nossos olhos.