terça-feira, 18 de maio de 2010

Freedom - A Gente Só Quer Ser Livre!


Sabe quando acontecem aquelas coisas que a gente custa esquecer por serem muito especiais? Pois é, uma dessas coisas especiais aconteceu nos dias 14 e 15 de Maio na Igreja Presbiteriana Central de Presidente Prudente. O 2° Congresso para Jovens e Adolescentes do Oeste Paulista com o tema "Freedom” que, traduzido do inglês, significa liberdade, foi aquilo que podemos chamar de sucesso.

Algumas coisas transformam um evento em um marco e esse congresso acabou sendo um marco na vida daqueles que participaram desde a noite de sexta-feira até a noite de sábado. Os preletores que estiveram conosco foram o Pr. Fabinho Mendes, missionário da missão Jovens da Verdade e Sérgio Pavarini, jornalista e blogueiro.

Na sexta à noite rolou a abertura do congresso com a galera da Igreja Nova Jerusalém à frente do louvor e a mensagem ficou com o Pr. Fabinho. Já na abertura era fácil entender o propósito do evento que tinha como principal objetivo fazer a galera entender o real significado de ser livre. Primeiro porque não houve em nenhum momento a mínima citação das placas denominacionais; o evento priorizou pessoas. Em segundo lugar, percebia-se que era possível ser um jovem cristão sem ser chato, era possível ser santo sem ser escravo da religião. Foi possível ser crente e gente ao mesmo tempo!

Já no sábado durante a tarde houve um bate papo com Sérgio Pavarini que desafiou a galera a aceitar o desafio de também entregar a Deus o nosso cérebro, nossa inteligência, nosso senso crítico. Em sua palestra, Pavarini contrastou aquilo que se oferece na mídia com o nome de “evangélico” e aquilo que carrega em si o significado e essência do evangelho, ou seja, ainda há vida inteligente na igreja, graças a Deus!

O congresso teve seu clímax no Via Satélite. É uma programação que sai um pouco da formatação que a gente conhece de boas-vindas/louvor/avisos/mensagem e oração final! Aliás, é uma programação que não critica a atual formatação, ela ajuda a melhorar aquilo que já conhecemos. O Via Satélite tem como característica a interatividade. Todos tem sua chance de participar, de questionar o que está sendo dito, de dizer o que pensa e todos são colocados no mesmo nível de importância.

A igreja estava cheia em pleno sábado à noite. Pavarini foi um dos nossos entrevistados, bem como dois jovens da platéia onde eles tiveram a oportunidade de se expressarem. O resultado foi além das nossas expectativas e “aí sim, fomos surpreendidos novamente”.

Aconteceram muito mais coisas, mas elas não cabem aqui no papel, elas serão levadas na mente e no coração daqueles que idealizaram, organizaram, ajudaram e participaram desse memorável evento! Pode até ter alguns que não tenham gostado de alguma coisa do que rolou, e isso é válido, é justo, tem tudo a ver com o evento, essa é a idéia, somos livres para achar o que quiser e não ser recriminado ou rechaçado por isso, muito pelo contrário, algumas das características da liberdade são a tolerância e a compreensão. Pra encerrar o que temos a dizer é somente “muito obrigado” a Deus e a todos.

Um comentário:

wilma disse...

Bom demais da conta, como sempre!
Bjus...